Expectativas dos clientes de ecommerce B2B

É fácil cair na armadilha de supor que uma experiência de B2C atraente será suficiente para usuários de B2B. Para nós, foi necessário sentar frente a frente com centenas de clientes B2B e aprender o que é importante para eles e neste post, vamos falar sobre a nossa experiência.

Barra de Pesquisa na Loja Virtual

Os compradores B2B esperam encontrar rapidamente o que estão procurando comprar. Para a maioria deles, a  pesquisa na loja virtual é o primeiro passo.

  • Concentre-se em três tipos de pesquisa: palavras-chave (na barra de pesquisa), pesquisa de categorias e pesquisa nos filtros laterais;
  • Considere os recursos de pesquisa avançada, como a sugestão de produtos de forma automática;
  • Garanta que a pesquisa de palavras-chave capture termos comuns e também a palavra-principal da empresa. Termos comuns podem incluir qualquer combinação de produto, sku, marca, modelo, descrição. Use a análise de pesquisa das lojas para localizar termos de pesquisa e incluir em um produto ou categoria.

Compra simples e rápida dentro do ecommerce

Tenha em mente que os clientes B2B não são compradores de lazer. Eles estão comprando com um propósito porque seus empregos exigem isso. Os usuários de B2B estão focados na redução de custos por meio de melhores ofertas e maior eficiência, por isso:

  • Elimine a necessidade de procurar itens comprados com frequência. Ofereça recursos como “grupos de produtos” e “carrinho salvo”. Esses recursos proporcionarão aos clientes a flexibilidade de salvar e categorizar itens na próxima vez que comprarem;
  • Tenha a possibilidade de fazer pedidos a partir de um arquivo CSV ou planilha do Excel. Os recursos de pedidos em massa permitem que os clientes criem pedidos offline, copiem e colem ou os carregue em um carrinho para realizar o checkout rápido;
  • Ajude os compradores fornecendo conteúdo de produtos de fácil acesso e compartilhamento. As compras B2B são geralmente complexas, exigindo muita pesquisa. Fornecer conteúdo adicional. como guias, manuais, vídeos tutoriais, práticas recomendadas e documentos relacionados ao setor, como segurança e especificações, podem economizar tempo para os compradores.

 

Lembre-se de que os clientes B2B são empresas, muitas vezes com centenas ou até milhares de compradores. Ter um grande número de usuários em uma única conta requer uma plataforma de ecommerce que possa ser personalizada para cada empresa e cada usuário.

  • Suporte para precificação e processos especializados. Se a sua loja virtual trabalha com preços diferentes entre os clientes, ela precisa exibir preços específicos para o cliente. Muitas vezes, uma plataforma de comércio eletrônico puxará os preços por meio de uma API para exibi-los. Aproveite o tempo para mapear as necessidades específicas de cada cliente e definir os requisitos detalhados para ele;
  • Personalizar a seleção de produtos de um cliente, exibindo apenas itens aprovados. Essa é uma solicitação comum, pois muitas empresas querem dar acesso a seus compradores apenas para selecionar mercadorias.
  • Cruze os números de peça dos clientes com os seus. Isso permitirá que os compradores pesquisem usando seus números de peça, além de tornar as páginas de produtos e faturas mais úteis.

Pedidos em andamento e comportamento do cliente na loja virtual

Quando você trabalha com um ecommerce, ele facilita a automação dos processos, o que é excelente para um gestor. No entanto, o objetivo da loja virtual não é gastar menos tempo com o cliente, mas gastar o tempo com ele de uma maneira melhor, para se concentrar em atividades e entregar a ele uma experiência inesquecível.

  • Certifique-se de que os clientes compreendam que as eficiências do ecommerce permitirão que você gaste tempo ajudando-as a melhorar seus negócios;
  • Solicite comentários frequentes de clientes por meio de pesquisas e de um diálogo individual, pois ambas informações são valiosas. Para obter melhores dados de pesquisas, inclua uma combinação de formatos de pergunta e resposta, como uma pontuação do Net Promoter, opções de resposta que usam a escala Likert (“Concordo totalmente”, “Concordo”, “Discorda”) e perguntas abertas (resposta que seja diferente de “sim” ou “não”)
  • Use a análise de dados para estudar as ações dos clientes, como o que eles observam e como chegaram em uma determinada página. Sua loja virtual fornece dados valiosos para obter insights sobre suas vendas e operações, como por exemplo, usando análises, você pode ver as categorias, subcategorias e itens que um cliente visualiza. Transmita essa informação para o vendedor, que pode se preparar para conversas relevantes.

O modelo de negócio B2B precisa ter uma abordagem diferente do B2C, pois são personas diferentes, mas a ideia principal sempre será entregar uma experiência acima da média para seus clientes. Na Noxvox temos experiência na criação de diversos modelos de negócio dentro do ecommerce e estamos à disposição para ajudar sua empresa a vender mais.